Serviços de Legendagem

O trabalho de acessibilidade tem cuidados e sutilezas que variam a cada filme e a cada público, e deve ser feito por profissionais formados e especializados. Aqui vão algumas das perguntas e respostas mais frequentes:

FAQ

1) Quais os tipos de legendas existem?

Todas as legendas seguem um modelo que leva em conta o número de caracteres e o tempo de exposição na tela, necessários para a compreensão do público. Existem as legendas simples, que apenas traduzem na tela as falas das personagens, e as LSE – legendas para Surdos e Ensurdecidos, ou Legendas Descritivas – que também descrevem ruídos e efeitos sonoros presentes no filme, identifica as personagens e dá outras informações destacadas por sinais e efeitos de fonte.

2) O quê são as legendas ocultas ou “closed captions”?

São as mesmas legendas descritas acima mas que são usadas por emissoras de Tv para habilitação pelos usuários via controle remoto.

3) Por quê preciso das legendas separadas do filme e não apenas uma cópia com as legendas impressas?

Porque existem diferentes formas e tecnologias de leitura de legendas, que variam de acordo com o meio (tela de cinema, internet, Tv, dvd, etc.) e é importante que você tenha todas as opções sincronizadas para atender as demandas.

4) Como é a audiodescrição?

É um recurso em que um(a) narrador(a) qualificado descreve para o público cego ou com baixa visão as cenas do filme, necessárias para que ele seja plenamente compreendido e sem que a narração seja sobreposta às falas das personagens. A audiodescrição existe há mais de 40 anos e está baseada em estudos e pesquisas científicas sobre como as pessoas cegas ou com baixa visão compreendem imagens. É feita por profissionais formados e especializados e sempre com a consultoria de cegos.

5) Como é a Libras?

A Língua Brasileira de Sinais é uma língua oficial do Brasil e usada, segundo o IBGE, por cerca de 10 milhões de pessoas. No audiovisual ela é usada com um(a) TIL – Tradutor e Intérprete Libras – que aparece no canto da tela e traduz todas as cenas. Os profissionais que traduzem Libras para o audiovisual são formados e especializados no setor, porque além das falas, precisam indicar quais personagens atuam, entre outros detalhes.

6) Como entrego as versões acessíveis do meu filme para depósito legal na Cinemateca Brasileira?

Sem compressão – com a mais alta resolução possível, mas em arquivos separados do filme original e em codecs específicos recomendados pela cinemateca. No caso do arquivo de Libras, é necessário o som guia da obra finalizada.

7) Posso ter mais de um TIL (tradutor e intérprete de libras) para o meu filme?

Pode e o público surdo recebe muito bem. Porém os custos são um pouco maiores.

8) Por quê preciso, além de uma nova cópia com a audiodescrição sincronizada, de uma pista com a audiodescrição separada do filme?

Porque existem diferentes formas de exibir filmes com audiodescrição e para depósito legal na Cinemateca Brasileira. Alguns festivais podem usar a versão original do filme e simultaneamente tocar – apenas para as pessoas cegas e com baixa visão – a pista de audiodescrição, através de aparelhos de rádio. Aplicativos de reconhecimento de voz também podem ser usados, de modo que apenas o usuário que necessita dela ouça o filme com a AD e esta não interfira na versão original. O seu filme poderá usar recursos, assim é importante ter a pista de audiodescrição separada do filme original.

9) Por quê preciso, além de uma cópia com a tradução em Libras impressa no filme, da pista com a tradução separada?

Para depósito legal na Cinemateca Brasileira, que recomenda formatos específicos de arquivo, e para as salas de cinema que usam novas tecnologias. E quando você exibir teasers e trailers em Libras, por conta da tradução os cortes poderão ser ligeiramente diferentes da versão original. Assim é importante também ter a tradução em Libras editada, sincronizada, com som guia, mas em arquivos separados do filme original.

10) A acessibilidade pode ser feita com o filme ainda não finalizado?

Os trabalhos de tradução para Libras (Língua Brasileira de Sinais) e roteirização para audiodescrição podem começar com o filme não finalizado e isso ajuda no cumprimentos dos prazos, mas roteiros finais, gravações, edição e exportação das versões acessíveis só podem ser feitas com os filmes finalizados, por causa do sincronismo.

11) Como envio o meu filme?

Pode escolher entre enviar por serviços como wetransfer, sendspace, google drive ou outros, ou se o filme já estiver na nuvem basta enviar link e senha. Também podemos disponibilizar um serviço de IP fechado.

12) Posso ter um dvd com menu acessível?

Sim, mas neste caso precisamos calcular prazos depois de conhecermos todo o projeto, como o número e o tamanho dos filmes, os menus e artes-finais e então é melhor você escrever para contato@filmesquevoam.com.br com o assunto “DVD acessível” ou telefonar para 48 3879-5182 ou 48 99161-3108.

13) Quais são os prazos e valores médios?

Informações sobre prazo e formas de pagamento são enviadas quando você pedir o orçamento.

Exemplos

Legendas Ocultas ou Closed Captions são usadas em emissoras de Televisão e podem ser habilitadas e desabilitadas pelo usuário pelo controle remoto. As legendas ocultas (CC) são enviadas separadas do filme e serão sincronizadas pela emissora durante a transmissão.


As Legendas Simples transcrevem apenas os diálogos das personagens ou do narrador. Entregamos uma cópia do filme com a legenda impressa e as legendas separadas para salas de cinema, TVs, VOD, APPs e Internet.

As LSE – Legendas para Surdos e Ensurdecidos, ou legendas descritivas – transcrevem os diálogos e narração e também outros sons como música e efeitos importantes para a narrativa, e indicam as personagens que falam no início de cada cena, entre outros recursos. Entregamos uma cópia do filme com a legenda impressa e as legendas separadas para salas de cinema, TVs, VOD, APPs e Internet

Exemplo de LIBRAS

 

Exemplo de Audiodescrição

 

Publicidade

 Solicitar orçamento

Top