Meio ambiente por inteiro exibe filme “Deserto Verde”

Meio ambiente por inteiro exibe filme “Deserto Verde”

PROJETO DE ENSINO “MEIO AMBIENTE POR INTEIRO” PROMOVE AÇÃO NA 2a. SEMANA DO LIXO ZERO COM EXIBIÇÃO DE FILME E DEBATE

Criado em 2011, o projeto de ensino “Meio Ambiente por inteiro”, do Centro de Ciências da Saúde e do Esporte (CEFID/UDESC), pauta-se em ações práticas que promovem a sensibilização ambiental e o estímulo á descoberta, à reflexão e à criatividade, por meio da experimentação e do debate propostos em diferentes ações.

Dentre elas, como parte da 2a. Semana do Lixo Zero da UDESC, no dia 24/10/2018, das 10h ás 12h, no auditório do CEFID/UDESC, será promovida a exibição do filme “Deserto Verde”, seguida de debate com o diretor Chico Faganello, e com o Prof. Dr. Carlos Henrique Lemos Soares (responsável pela pesquisa realizada no Rio Canoas, discutida no filme). “Deserto Verde”, em 2016, foi o melhor filme do Florianópolis Audiovisual Mercosul – Festival FAM.

Esta ação visa sensibilizar alunos, professores, técnicos e comunidade em geral para questões socio ambientais e suas relações mais amplas com a qualidade de vida e a saúde. Esta iniciativa se constitui em uma alternativa para distintas possibilidades de intervenções pedagógicas, visando à educação continuada de alunos e professores para questões pouco abordadas e exploradas nos cursos de graduação em Educação Física e Fisioterapia, em particular. Cada pessoa exerce influência significativa no movimento idealizador de um mundo sustentável para todos. Nesta perspectiva, á necessário que o acesso às informações sobre questões socio ambientais seja abrangente, profundo e contínuo.

INFORMAC?O?ES

O QUE: exibição e debate do filme “Deserto Verde”  DIA: 24 de outubro de 2018 (4a. feira)

HORÁRIO: das 10h às 12h

LOCAL: Auditório do CEFID/UDESC

SOBRE O FILME

“Deserto Verde” trata do impacto ambiental e social provocado pela indústria papeleira, a partir das fábricas instaladas na Serra Catarinense, às margens do Rio Canoas. O Brasil e um dos maiores produtores de papel e celulose do mundo. Se, por um lado, a indústria gera emprego e renda, a fabricação de papel é uma atividade com grande risco de degradação do solo, do ar e dos rios. Portanto, a saúde das pessoas também está em jogo, sendo um momento oportuno para refletirmos sobre o uso racional do papel.

* Serão emitidos certificados pela Direção de Extensão para aqueles que se inscreverem na hora do evento. Informações: extensao.laplaf@hotmail.com

 

 

 

 



Veja também:



Publicidade
Top Skip to content